Historial

A vila de Vilarandelo, situa-se numa zona intermédia, entre a terra quente e a terra fria do concelho de Valpaços, na EN 213, que liga a sede do concelho a Chaves. Aguarda-se a publicação oficial dos censos 2011, no entanto verifica-se uma enorme perda de população nas últimas décadas, à imagem do que acontece em todas as zonas rurais desta região de Trás-os-Montes. O viver desta população tem como base uma agricultura de subsistência, comércio reduzido, indústria escassa, sendo o terceiro sector (serviços), o único pilar de desenvolvimento, designadamente os serviços sociais prestados pela Casa do Povo, que vai criando postos de trabalho, remando contra a maré e evitando a saída de ainda mais jovens para outras paragens.cpov

Assim se compreende a importância da Casa do Povo de Vilarandelo, como pessoa colectiva de utilidade pública, tendo como objectivo, promover o desenvolvimento e o bem-estar da comunidade, com tradição no apoio social a grupos de risco. De facto, desde 03 de Junho de 1942, data da sua fundação, que esta Instituição Particular de Solidariedade Social (I.P.S.S.), tem orientado o seu trabalho nas áreas, cultural, desportiva, social e na formação profissional. Uma das primeiras acções efectuadas por esta entidade, foi a “sopa dos pobres”, servida da sede, aos mais carenciados e desfavorecidos, durante e após a 2ª. guerra mundial. Com o decorrer dos anos a Casa do Povo de Vilarandelo, tem lutado sempre, aumentando cada vez mais o seu património e serviços, proporcionando melhor bem-estar, melhor formação e melhor qualidade de vida às pessoas, não só de Vilarandelo, mas também das freguesias limítrofes de Alvarelhos, Barreiros, Ervões, Santa Valha e Sonim.

O Presidente da Direcção

Normando Alves