Política de Gestão de Comportamentos

Qualquer resposta social da Casa do Povo rege os seus procedimentos e rotinas pelo superior interesse dos utentes, critério fundamental da razão de ser da estrutura e da sua forma de intervenção. Os direitos e deveres de cada utente estão expostos no regulamento interno de cada valência. Reflectem a preocupação de individualizar a relação com cada utente evitando-se a impessoalidade e o risco de desrespeito dos direitos dos mesmos em relação ao seu bem-estar e em harmonia com as suas especificidades. O funcionamento instituído resulta da esclarecida consideração do interesse de cada utente, avaliado em função do seu ritmo e condicionalismo específico.

Existe uma política de tolerância zero em relação aos maus tratos com procedimentos claros de detecção, avaliação e encaminhamento de casos. É importante que todos sintam que podem denunciar situações de maus tratos sem risco de retaliação.

Os procedimentos disciplinares e legais em caso de maus tratos ou negligência estão bem definidos e os residentes, familiares e colaboradores são convidados a conhecê-los na íntegra. Ambos estão descritos em instrução de trabalho específica.